Andrade: De Melhor Técnico a Ignorado pelos Clubes! Seria Racismo?

Antes de re-publicar este tópico, quero antes dar o credito ao colunista, e blogueiro, do Global Esportes, Leonardo “PATCH” Garcia, que pesquisou e escreveu sobre este assunto que atinge o futebol brasileiro e o Brasil como um todo. Muito antes (no dia 31 de agosto de 2010) de o Globo Esporte de hoje, dia 11 de setembro de 2010, buscar o técnico campeão brasileiro pelo Flamengo para tentar entender o por que dele ainda não ter recebido proposta desde que foi mandado embora do Flamengo, em abril de 2010. Segue abaixo o link original e o texto publicado, com a autorização do autor, aqui no FLABlog.
Jorge Luís Andrade da Silva, mais conhecido como Andrade, ex-jogador (volante) e técnico, último campeão brasileiro e eleito o melhor técnico do Campeonato Brasileiro passado (2009), e está desempregado desde 23 de abril deste ano (2010), sem receber proposta alguma. Então eu pergunto: “Por que o melhor técnico do ano passado está desempregado? Seria caro para o mercado? Teria sido campeão por sorte? Teve um aproveitamento abaixo do esperado em sua última equipe? Seria por falta de experiência? Ou seria por ser negro?
Sei que a última pergunta pode parecer um tanto exagerada, mas não consigo chegar a outra conclusão, e explico porque! Mas primeiro vamos por partes, de uma pergunta em diante.
Por que o melhor técnico do ano passado está desempregado?
Para responder esta pergunta tenho que responder as sequentes. Então aí vão as respostas de todas:
  • Seria, Andrade, caro para o mercado brasileiro?

Antes de ser campeão brasileiro, Andrade recebia um dos menores salários dos técnicos da 1ª divisão do futebol brasileiro, menos inclusive que seu antecessor no cargo de técnico do Flamengo (Cuca), e exigiu um salário melhor para continuar no rubro-negro e em uma negociação arrastada conseguiu um aumento, não o desejado, mas um aumento, falam em cerca de R$ 150 mil mensais. Como Andrade mesmo falou, ele não havia pedido nada perto do que Muricy, Mano Menezes, Luxemburgo e Cuca recebiam, mesmo assim aceitou uma proposta menor. Só para ficar mais claro, Muricy ganha por volta de R$ 500 mil, Luxemburgo por volta R$ 1 milhão, Cuca por volta de R$ 300 mil, Mano Menezes (seleção) R$ 300 mil, Felipão (campeão do mundo em 2002) por volta de R$ 700 mil, Adilson Baptista por volta de R$ 350 mil. E a média dos salários dos técnicos da 1ª divisão do futebol brasileiro deste ano é de R$ 250 mil. Logo, dá para concluir que Andrade não é caro para o mercado brasileiro, pelo contrário é barato.
  • Teria, Andrade, sorte em ser campeão brasileiro de 2009?

É fácil falar que o trabalho de um treinador é pura sorte quando este tem jogadores do nível de Adriano e Petkovic em grande fase, mas não seria o mesmo dizer de um técnico que tenha Conca e Fred em grande fase? Então por que não se diz que Cuca teve sorte no Fluminense? Esse mesmo Cuca que esteve no Flamengo com Adriano e Petkovic e não conseguiu fazer o time decolar. Andrade, assim como Cuca no Fluminense, no Flamengo teve muitos méritos em acertar a equipe e tornar em uma equipe campeã, porém sempre falam que foi sorte! Uma sorte que tornou o Flamengo em campeão do segundo turno e campeão brasileiro. Na minha visão se Cuca teve um bom trabalho na frente do Fluminense o Andrade teve um excelente trabalho frente ao Flamengo. Não foi sorte e sim trabalho!
  • Teve, Andrade, um aproveitamento abaixo do esperado em sua última equipe?

Isso com certeza não é, pois sua última equipe foi o Flamengo, no qual foi campeão Brasileiro de 2009, vice-campeão carioca de 2010, classificou sua equipe para as oitavas-de-final da Copa Libertadores da América (na bacia das almas, mas classificou) e teve um aproveitamento total de 70% dos pontos que disputou como comandante da equipe. Baixo aproveitamento que não é o motivo.
  • Seria falta de experiência de Andrade como técnico?

Essa é talvez a desculpa que melhor cole, mas também não acredito nela. Afinal hoje temos Silas como técnico do Flamengo, após uma ótima passagem pelo Avaí ano passado e uma passagem regular pelo Grêmio em 2010, antes da boa campanha do Avaí ele era apenas um “cara” novo no mercado, porém teve todas as oportunidades a sua porta. E Cuca? Cuca é experiente, mas só conquistou um título em sua carreira, no ano passado e foi um estadual. Adilson Baptista? Antes do Cruzeiro nunca tinha comandado ninguém, e com tempo teve 2 títulos estaduais, e um vice-campeonato da Libertadores. E Jorginho (não o da seleção) que dirigiu interinamente o Palmeiras ano passado, fez uma boa campanha, saiu para a chegada de Muricy, esse ano já comandou o Goiás e está empregado no Figueirense. E o Jorginho (esse sim da seleção), foi técnico por 5 meses do América – RJ em 2006 e só, depois foi auxiliar de Dunga na seleção brasileira, e agora já está contratado para ser técnico do Goiás. Talvez destes citados, Adilson e Cuca tenham mais experiência que Andrade, porém nenhum tem um grande título em seu currículo como o de campeão brasileiro. Por isso tudo não acredito que seja a “falta” de experiência de Andrade, que antes de comandar o rubro-negro já havia dirigido a equipe outras 7 vezes, 5 como interino, e era auxiliar a uns 5 anos, pegando experiência com vários técnicos (Ney Franco, Joel Santana, Cuca, Caio Júnior, Waldemar Lemos). Sempre bom lembrar que Oswaldo de Oliveira era auxiliar de Luxemburgo em 1998 e em 1999 assumiu o comando do Corinthians foi campeão brasileiro, e desde então nunca mais ficou desempregado por muito tempo.
  • Seria por Andrade se negro?

Não gostaria de chegar a essa conclusão, mas não vejo outra. Poucos sabem, mas o meio do futebol é controlado por maioria branca e em boa parte racista. Jogadores negros são aceitos, mas técnicos negros é uma grande barreira, poucos conseguem comandar equipes de 1ª divisão, e nunca tinhamos tido um técnico campeão brasileiro negro, mesmo se tratando de Brasil. Andrade já chegou a relatar as discriminações que sofreu dentro do próprio Flamengo por ser negro, mesmo ele tendo participado como jogador de 4 dos 6 títulos brasileiros do clube (e em 2009 como técnico). O que eu acredito é que quase nenhum dirigente brasileiro gosta de ver no comando de sua equipe um técnico negro, e dão poucas chances aos negros, como no caso de Andrade, que foi efetivado no Flamengo por conta da crise que o clube enfrentava e conseguiu realizar um trabalho que ninguém achou que fosse capaz, mesmo assim enfrentou problemas para renovar o vinculo de treinador, mesmo depois da conquista e dos pedidos da torcida. Para Andrade choram para dar um salário de R$ 150 mil, mas para trazer Felipão, Luxemburgo e Muricy não poupam os cofres, chega aos absurdos de pagar R$ 1 milhão ao técnico. Quando um técnico negro ganhar a metade disso no Brasil eu acredito que estaremos, talvez, numa mudança de pensamento.

Veja o relato da família do treinador antes de Andrade ser campeão Brasileiro, como técnico.
Publicado Originalmente no Blog Global Esportes, por Leonardo “PATCH” Garcia.
COMENTEM.
Anúncios

About @VMoizinho

By definition: Geek, arrogant, pretentious, selfish, annoying, non-social, tease, and in the opinion of many, gone... ...Apart from very humble, of course. 8-)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: