Privatização, bom ou ruim para o Fla?

Fala Nação RN,

Bem, o assunto que eu vou falar agora, pode ser um pouco polêmico, gerar discussão
ou até corro o risco de levar vários unfollowers no Twitter, rsrsrs… É sobre
privatização em clubes de futebol, especificamente o Flamengo.
Antes de começar a falar sobre o assunto, quero deixar claro que minha opinião
é a favor da venda do clube.
Vejam situações Off-Brasil:
Quero chamar à atenção de vocês, para dois times na Inglaterra, são eles: Chelsea e
Manchester City. Esses dois clubes, foram vendidos, e hoje em dia, fazem o maior sucesso
não só na Premier League(liga local), mas também no mundo inteiro.
O Chelsea, antes de Roman Abramovich( um bilionário russo), era apenas um time mediano na Inglaterra.
Tinha apenas um título nacional, se não me engano, não chegava nem no rastro de Liverpool(que está pra ser privatizado) e o Manchester United(que também, já foi vendido). Hoje, o Chelsea, é um dos grandes
do futebol Mundial.
O Manchester City… Bem, quando tinha jogo do Manchester United na TV, o amigo falava pro outro: “Hoje tem Manchester!” Mas que Manchester? Não são dois?. Ninguém conhecia o City. Hoje, depois da venda do clube, e altos investimentos dos árabes, temos que dizer Manchester UNITED ou Manchester CITY. Porque o City cresceu, e daqui à alguns anos, será um dos grandes do futebol mundial também. Resumindo: eles eram pequenos, e hoje são grandes, por causa
da privatização.

Vamos para o Mengo…
Hoje, o time tá arrombado com dívidas, e escândalos internos.
Acho que a grande maioria é contra, porque acham que assim não iriam ter o clube como seu.
Mas, pensamos pelo outro lado: Se o ricasso chegasse com o dinheiro pra comprar, ele teria que apresentar
propostas e projetos para o clube crescer. Ele ia ter que escolher pessoas seletas, e honestas pra trabalhar no clube, porque o dinheiro sai do bolso dele, ele tem que correr atrás pra não tomar prejuízos.
Você acha que se o Eike Batista(apesar de ser Botafoguense) comprasse o Fla, ele não iria tentar limpar o clube de certas safadezas, para o dinheiro dele não ir pelo ralo? Lógico que iria. O dinheiro é dele, quem ia sair perdendo era ele. Nossas estruturas, como CT, entre outros, iriam ser melhorados, poderíamos até
termos um estádio para gerar mais receitas.

Enfim, sobre esse assunto existem prós e contras. Eu sou pró, e você, é pró também, ou é do estilo conservador? A área de comentários está aí para que vocês deixem suas opiniões.

Abs
SRN
Por: Nyltynho

Anúncios

About @VMoizinho

By definition: Geek, arrogant, pretentious, selfish, annoying, non-social, tease, and in the opinion of many, gone... ...Apart from very humble, of course. 8-)

6 responses to “Privatização, bom ou ruim para o Fla?”

  1. Tozza says :

    Nyltynho, no Brasil isso não é possível pois nao existe primeiramente a Futebol dissociado do Clube. Segundo porque não existe ações na bolsa de valores dos Clubes para tal compra. O Clube é dos sócios. Portanto isso não existe no Brasil. Se fossem SA como se tentou a um tempo atrás daria.Tem que se pensar também com relação a forma como o "Dono" do clube vai fazer para arrecadar dinheiro. Entenda que o clube como empresa tem que dar lucro, pois então, venda de jogadores e outras formas de faturamento podem ser pensadas no que pode ser bom ou ruim.Eu não tenho opinião formada a respeito, mas cabe boa discussão.Abraços,Andre Tozzini – TozzaTwitter: @TozzaFlaE-mail: tozzafla@gmail.comGtalk: tozzinifla@gmail.comBlog: flablogn.blogspot.comAndre Tozzini – Tozza

  2. Leon Medeiros says :

    É uma coisa muuuito complicada… eu não imagino um… Silvio Santos dono do Gambá ou a Família Marinho dono do Mengão!É complicado… mas pode dar certo ou não!@leons2thaiswww.papodehexa.blogspot.com

  3. Zeca Urubu says :

    Concordo que seria uma solução, mas definir que seria a melhor já acho exagero. Vc falou de Chelsea e Manchester City, na Inglaterra, mas devo lembrá-lo de outros times que já foram vendidos na Inglaterra, como Portsmouth, Newcastle e Tottenham. O primeiro afundou em dívidas e foi preciso os torcedores criarem um fundo para salvar o time da falencia, o segundo caiu para a segundona e foi revendido a preço de banana, e o Tottenham, apesar do atual sucesso, passou por mais de um dono nesse meio tempo, com vendas e vendas do clube, até chegar ao patamar atual, em que não se pode falar ainda se é estavel ou não.Quanto ao Eike Baptista, ele é um dos empresários que tem injetado dinheiro no Botafogo, foi ele que trouxe o El Loco Abreu. Então acho bem difícil ele comprometer seu patrimônio para tentar salvar o Flamengo. E no Brasil eu não vejo mais ninguém com essa capacidade. Fora daqui, não acredito que alguém possa fazer essa função, basta lembrar do Corinthians e MSI, utilizariam o clube brasileiro como mero exportador de jogador, só que seria mais abusivo.Seria um sonho, que um bilionário rubro-negro (de verdade) assumisse o Flamengo, mas acho isso bem improvável.

  4. JEFF says :

    Nyltynho, Algo assim exigiria uma série de mudanças legais, culturais e políticas. Mesmo não acreditando na viabilidade da ideia, irei dar minha opinião. Gosto de debates filosóficos, mesmo que utópicos.A venda do Flamengo sugerida por você, o fato do clube passar a ter um dono, também já foi proposta do Leonardo numa entrevista. Você está, portanto, em boa companhia.Mesmo assim, sou TOTALMENTE CONTRÁRIO a esta ideia. O motivo é simples. Qualquer clube de futebol envolve interesse PÚBLICO. Se é público não pode ter dono. Clubes de empresários estão aí para provar que nem sempre o mais lucrativo é ser campeão. Vender jogadores pode ser mais importante, por exemplo. Interesses escusos também podem levar o dono do clube a não querer ganhar campeonatos. Entregar jogos poderá ser mais lucrativo. E se o cara for dono de mais de um clube? E se o dono torcer para outro clube, como o exemplo citado por você? A história está repleta de exemplos de fracassos quando parceiros (e não donos) capitalistas possuem grande poder político no clube. Os interesses muitas vezes são conflitantes com o da torcida.Bem, foram apenas alguns pontos para valorizar o debate. Talvez, faça algum post sobre o assunto lá na Palavra da Salvação Rubro-Negra (http://igrejaflamengo.blogspot.com).FLAbraços,@IgrejaFlamengo

  5. Alexi Lalas says :

    Falou certinho!Leonardo já havia dado esse papo antes..Esse é um jeito simples de limpar toda a Gávea das impurezas existentes hoje.Leonardo sempre quis que o Flamengo seguisse a linha de raciocínio dos clubes europeus.."Ahh, mas é tradição e o Flamengo é do povo e não de um só.. e blá blá.."Flamengo jamais deixará de ser da Nação.Nossa tradição e alma será mantida.TEMOS QUE PARAR COM ESSE PAPINHO DE QUE ISSO É BRASIL E EUROPA É EUROPA.O Futebol evoluiu e o Brasil ficou pra trás, principalmente nós.SRN*******************Renato Croce (Alexi Lalas)@FlaManolos http://www.flamanolos.blogspot.com

  6. Flacó says :

    Fico muito feliz em saber que pelo menos 0,1% da Torcida do Flamengo começa a se interessar pelos bastidores e gestão do Flamengo e do Futebol. Hoje vivemos uma situação quase de máfia, de cartel, onde nosso Clube está sendo gerido pelo que podemos chamar de " FLAmília Monstro ". 35 milhões de pessoas bancam o FUTEBOL e não temos um estatuto que esteja em sintonia com essa nova realidade, pois mantem o Clube somente sob poder de votos dos sócios!Vejo que a Torcida tem um papel fundamental para realizar uma pressão para profissionalizar e mudar essa situação.O FUTIGoL só existe porque acredito que um dia isso tudo irá mudar.Saudações Ziconianas, Flacó

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: