Personalidade Magnética – Jeff Farah (@IgrejaFlamengo)

Fala Nação RN,

  O Personalidade de hoje é pra lá de abençoado! Os deuses RNs e o Messias(Zico), permitiram que o Pastor da Igreja Flamengo, concedesse uma pequena entrevista, uma interação com este humilde blog.
É uma honra muito grande poder contar com esse cara pra nos ajudar aqui no blog. Admiro-o muito, aliás, não escondo de ninguém que o melhor texto que li sobre o Flamengo e o ano de 2010 foi dele, e nesse texto, tive a honra de ser citado, e não só isso, uma passagem de um texto sobre o Luxa que eu escrevi, foi postado também(Clique AQUI e confira o texto na íntegra). Que honra. Sempre que posso leio seus textos, pois sei, de certeza, que vale a pena ler-los.
  Então, como o texto que segue é dele, você terá uma aula de Rubro-Negrismo Racional! Lá vai, com a palavra, O Pastor da Nação Rubro-Negra Sem Freio!

  ” O que é o perfil @IgrejaFlamengo?

Uma brincadeira! Uma zoação! Uma forma simples e óbvia de demonstrar meu amor pelo Flamengo, comparando-o a uma religião. Todos já lemos esta comparação inúmeras vezes, correto? Muitos a fazem com frequência, não é mesmo? No entanto, quando criei o perfil não havia nada semelhante no twitter. Como disse, era simples e óbvio, mas, até então, inédito. Hoje já há alguns perfis na mesma linha, o que demonstra que deu certo. J
O mais interessante é que tudo começou de forma amadora, ou seja, por amor, uma vez que amador quer dizer “aquele que ama”. Queria falar sobre o Flamengo para flamenguistas. Como não tinha como fornecer informações e notícias, imaginei um perfil de entretenimento.  Assim, nasceu o @IgrejaFlamengo. Sem qualquer seguidor. Escolhi alguns rubro-negros de forma totalmente aleatória para seguir. Fui retribuído. Eu tweetava frases de amor ao Flamengo e fazia comparações com religião.  A galera foi dando RT e fui ganhando novos seguidores. Na sequência, nasceu, também quase que por acaso, o blog A Palavra da Salvação Rubro-Negra (http://igrejaflamengo.blogspot.com).
Porém, o melhor é que o Flamengo e o twitter serviram, mesmo que apenas virtualmente, para me aproximar de muita gente legal, que, até por distâncias geográficas, eu dificilmente teria tido contato. É isto o que mais curto no perfil.


” Quem é o Pastor JEFF, o responsável pelo @IgrejaFlamengo?


Tenho 42 anos, sou carioca e atualmente moro em Niterói. Sou casado e tenho dois filhos. Meu perfil pessoal é o @JEFFarah. Meu nome é Jorge Edmundo. JEFF são as letras iniciais de meu nome completo e ninguém me chamava assim antes de fazer parte das redes sociais rubro-negras. Quanto ao pastor, reverendo, bispo, rabino entre outras denominações que muitas vezes precedem este personagem que criei, são simples alcunhas dadas pelos devotos, os meus fiéis seguidores.

Sou um simples FLAnático. Um torcedor comum que ama o Flamengo. Nada diferente de qualquer um de meus seguidores. Isto que é bacana! Talvez, venha daí a identificação das pessoas comigo.

  ” O que representa o Flamengo para você? 

“O Flamengo é mais do que meu time. É minha religião! E o que significa este bordão?  Significa: que, para mim, o Flamengo é sagrado; que eu realmente acredito que a fé da nossa torcida pode modificar resultados; que as coisas boas sempre estarão reservadas para o Flamengo; que há uma supremacia do Flamengo sobre todos os outros clubes; que o Flamengo é maior do que todos nós; que o clube é imortal e infinito; que dá sentido a nossa vida; que nos ampara e conforta; que o Flamengo é a Luz que nos ilumina e o sal que tempera nossa vida.”

” Quais foram seus momentos inesquecíveis (bons e ruins) como rubro-negro? 

“O melhor foi ter visto a geração de ouro, cujo ápice foi sem dúvida o título mundial. Acompanhei o jogo contra o Liverpool pela TV com meu pai, em Petrópolis, onde morava. Começou meia-noite. Após o show de bola, gritamos tanto e soltamos fogos, que os vizinhos não paravam de nos ligar. Uns reclamando (com razão) do tremendo barulho de madrugada e outros para comemorarem em conjunto.

Mas, presenciei vários outros jogos inesquecíveis. Vi os 6 títulos nacionais (nem todos no estádio) e lembro de ter vibrado muito com o primeiro título que comemorei, aquele do gol do Rondinelli, em 78.

Os momentos ruins foram as derrotas para o time reserva do Botafogo (clube que também tirou nossa histórica invencibilidade), para o Santo André, para o América do México. Se for escolher a pior fico com esta, por ser a mais recente e por ter nos afastado de um título que, para mim, seria certo. Um tremendo King-Kong. O ano de 2010 foi doloroso por tudo que ocorreu fora de campo. Ainda tenho traumas. No entanto, acredito que  este FLAbençoado 2011 me fará superá-los.

Aliás, este ano me proporcionou mais um momento inesquecível, a realização de um sonho que tenho desde que meu saudoso pai me levava ainda pequeno ao Maraca. Fui à final da Taça GB, no Engenhão, com meus filhos. Eles foram batizados, gritando “É campeão!”. No futuro, saberão o que isto significa.

No entanto, o melhor de ser Flamengo é vencer preconceitos, é ter a certeza de que o povo brasileiro tem sua força na miscigenação, que a nossa heterogeneidade é que nos faz grandes e fortes. Como disse, certa vez, a @Vivi_mariano que está na foto comigo: “O Flamengo é superação, é unidade na diversidade”. É torcer, conversar, chorar e sorrir junto com pessoas completamente diferentes de você. “

Por tudo isto, o Flamengo é o Flamengo.

FLAmém!

Anúncios

About @VMoizinho

By definition: Geek, arrogant, pretentious, selfish, annoying, non-social, tease, and in the opinion of many, gone... ...Apart from very humble, of course. 8-)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: