Personalidade Magnética – Zeca Urubu (@ZecaUrubuRei)

Fala Nação RN,

  Mais uma Personalidade na área! Desta vez, é o Zeca Urubu. Ele foi colunista aqui deste blog, quando ainda se chamava “FLABlog” (tempos bons… rsrs). É um cara super gente boa, debate com geral lá no Twitter, entende MUITO quando o assunto é Flamengo, enfim, é uma pessoa de quem vale a pena ser amigo. Pelo menos virtual… rsrs. É o chefe do Blog das Torcidas, onde tem a “Coluna do Zeca Urubu”. Sempre com textos excelentes, sem falar do #UrubuCast que já é um sucesso entre os #TwitteirosRNs!
  É isso galera, com vocês, Zeca Urubu!

  Quem é Zeca Urubu?

É um personagem do desenho do Pica Pau e que me veio à cabeça ao tentar criar um perfil que representasse um pouco a Nação Rubro-Negra. Queria escrever sobre a paixão e a razão de um torcedor rubro-negro simples (devo muito ao Arthur Muhlemberg, pois foram seus textos que me fizeram tomar coragem para escrever os meus), sem filiações a torcidas organizadas, que ama o Flamengo e gosta de assistir futebol, seja na arquibancada ou no sofá de casa.
Então criei o codinome Zeca Urubu, ainda no LanceActivo! 2.0, em 2009, ano da arrancada, ano do título impossível que veio, de lá passei o sufoco que todo rubro-negro passou no início de 2010 e senti a necessidade de mudar de casa, criei o Blog das Torcidas (com a Coluna do Zeca Urubu) e me juntei a vários torcedores dos outros times em agosto passado, criei o perfil @ZecaUrubuRei no twitter onde fiz muitos amigos e conheci nobres Rubro-Negros que como eu gostam de escrever sua paixão, fui convidado a participar da iniciativa chamada FLABlog (que hoje é conhecido como MagnéticaRN), aceitei o desafio e expandi meus horizontes dentro da Nação Rubro-Negra blogueira e twitteira, mas devido aos estudos precisei me afastar do FLABlog e me concentrar apenas na Coluna do Zeca Urubu. Hoje estou feliz com a aceitação dos leitores e com os meus 1008 seguidores, o que eu acho serem muitos, pois nunca pedi a ninguém para me seguir, me seguem de graça, por que querem, e sou muito grato a eles por isso.
O que é o Flamengo para o Zeca Urubu?
“Flamengo é Flamengo” parafraseando o Ronaldinho. Flamengo é uma Nação, religião, paixão, loucura, é Flamengo. Desde pequeno sou Flamengo, pois meu herói no futebol se chama Arthur Antunes Coimbra, o Zico. Lembro que ainda pequeno eu assistia os jogos da seleção na preparação para a Copa de 1986 e via todos empolgados quando o camisa 10 entrava em campo, ele era o Zico. Ao o ver em campo, fazendo o que sabia fazer de melhor, eu ficava hipnotizado pela pequena tela da TV (palavras de meu pai). Ao descobrir que aquele gênio da bola jogava pelo Flamengo não tive duvidas, o Flamengo virou minha pátria fora da Copa do Mundo. Vi, vibrei e chorei o título de 1987, o mais importante de todos, além de melhor de todos, para mim. Em 1992 a grande festa do Maestro Júnior no título brasileiro em cima do Botafogo. Anos que não voltam mais. Perderam-se em minha infância os ídolos, Zico, Júnior, Renato Gaúcho, Adílio e Andrade. Em 1995 veio o que poderia ter sido realmente grande no Flamengo, o melhor jogador do mundo, Romário. Candidato a ídolo fácil, porém…
Seguiram-se vários anos e nunca abandonei essa paixão. Comemorei as vitórias e títulos, chorei as derrotas e me decepcionei com a fase negra do Flamengo na “Era Romário”. Por sonhar com um Flamengo apaixonante de minha pequena infância, fui muito questionado por outros torcedores ao criticar Romário (sendo chamado de falso Rubro-Negro inclusive), pois sempre falava que o time ia melhor sem o baixinho (vide o 7º lugar no Brasileiro de 1997, quando o Romário não participou do time). No triênio de 1999 a 2001 comprovei minha teoria, pois o Flamengo fora Tricampeão Carioca sobre o vice do Baixinho. E como eu comemorei aquele gol do Petkovic, tanto contra o Vasco quanto contra o São Paulo, ali me lembrei do Galinho fazendo das suas pelo Flamengo e Seleção em minha pequena infância. Finalmente um ídolo de verdade novamente! Mas em 2002 chegou ao fim a parceria Pet-FLA.
E depois vieram anos difíceis, pois, no cenário nacional, o Flamengo não apresentava um futebol digno de sua história, e fora das quatro linhas era só problema, seja político ou financeiro. Mas em 2005, ano de mais luta para não cair para a segundona, apareceu no Flamengo um predestinado, Obina.
Obina era tudo que o futebol moderno não aceitava mais, era folclórico, chulo, iluminado, e, além disso, era da maior entrega em campo, sempre honrava com o mais puro suor de vontade o Manto Sagrado que vestia. O Flamengo renasceu em 2005, e graças a Obina e seu gol salvador. Em 2006 voltei a vibrar muito com o gol do iluminado Anjo Negro contra o Vasco na final Copa do Brasil, um gol que eu cantei aos meus amigos de cruz de malta (eles diziam “Obina! Olha o nome do caboclo” e eu previ “Obina vai entrar e fazer o gol do título!” Missão dada, missão cumprida). Um título grandioso, inesperado, não planejado, que veio na base da luta, na base da raça e com um toque de folclore. O futebol do Flamengo teimava em não ser o da minha infância, mas era apresentado com muita vontade e amor ao Manto, e isso me empolgava, me incendiava. Senti que sim o Flamengo voltaria a ser grandioso em campo, pois fora dele, nas arquibancadas e gerais, ele sempre fora. A torcida se aliou ao time mais uma vez e o fruto disso foram títulos.
Mais um Tricampeonato Carioca (2007-08-09) contra o Botafogo. Mais um tri-vice para zoar o resto da vida. Porém ao final do último título a relação Obina-FLA estava desgastada, e mais uma vez vi um ídolo sair do Flamengo. Agradeci a sua força e vontade derramada no Manto que vestiu pelos anos que me alegraram de novo. Mas uma coisa ainda me deixava empolgado, pois o Flamengo tinha trago dois grandes de volta: Adriano Imperador, que voltou para liderar uma Nação faminta por um Brasileirão; e pelas portas dos fundos chegou Petkovic, já envelhecido o ídolo retornara. Um grande amigo meu, atleticano doente, me indagou: “E aí, gostou da volta do Pet?” em tom de zoação, eu na mesma hora respondi: “Queria eu que ele nunca tivesse saído! Agora ele está em sua casa.” E a volta de um grande ídolo mais a chegada de um craque formou um time que foi fantástico em 2009. E o melhor, sob a tutela do ídolo Andrade. O Flamengo do segundo semestre de 2009 fez a mítica do Manto sagrado retornar com tudo: “Se deixar chegar o Flamengo atropela!” E mais uma vez fomos campeões de um título impossível. Com uma Nação nas arquibancadas e guerreiros blindados com Mantos Sagrados em campo, fomos campeões!
Minha vida sem o Flamengo seria mais tranqüila e quem sabe mais pacata, mas não deixo que essa adrenalina corra em minhas veias, pois Flamengo é Flamengo, e minha vida está entregue a essa grande emoção que é ser Rubro-Negro. Seja na vitória, no título, ou na derrota e na perda dos ídolos. As emoções de minha vida se fundem as emoções de uma Nação, que respira Flamengo, veste Flamengo, vive Flamengo e sente orgulho em ser Flamengo. Sou muito grato a tudo que o Flamengo me deu: as grandes emoções de minha infância com os títulos brasileiros de 1987 (pequena infância) e 1992(grande infância); a paixão sem limites por um time em crise em minha adolescência; as grandes emoções dos últimos dois tricampeonatos cariocas, onde recriei a relação com os ídolos; e por último, e mais importante, a emoção de gritar é “HEXA” Campeão Brasileiro com minha filha em meus braços. Emoções incríveis de uma vida dedicada ao Flamengo, ao ser Flamengo, pois, eu, como todo Rubro-negro, tenho o Manto costurado na alma.
Zeca Urubu – Coluna do Zeca Urubu – @ZecaUrubuRei 

Anúncios

About @VMoizinho

By definition: Geek, arrogant, pretentious, selfish, annoying, non-social, tease, and in the opinion of many, gone... ...Apart from very humble, of course. 8-)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: